Lúcio Maia, da Nação Zumbi, lança curta metragem online


Foto: Bruno Graziano


Em “Nascimento de um instante e Aurora”, o guitarrista apresenta duas faixas de seu disco solo em filme que retrata o melhor da ‘melhor idade’

Por Nathalia Birkholz

O primeiro disco solo do guitarrista Lúcio Maia se desdobra num emocionante curta-metragem. As faixas “Nascimento de um instante” e “Aurora” fazem parte de um filme que nos transporta para o universo de um baile da terceira idade. Cheios de energia e boas histórias, os idosos levam o espectador para seu mundo cotidiano com uma linda surpresa ao final. 

"Sinto que deixamos de dar o devido carinho às dores dos idosos. Nós os tratamos como pessoas que já deram sua contribuição ao mundo, como se suas vidas não tivessem mais significado. Este filme vem mostrar que essas pessoas ainda têm muita coisa para fazer: sonhos, desejos, alegrias e contribuições valiosas. Durante as filmagens, vi alguns deles fazendo movimentos de dança que eu jamais conseguiria realizar. Vi sorrisos mais sinceros do que muitos de nós, mais jovens, conseguimos dar. Histórias que nem os melhores roteiristas que conheço poderiam produzir. Realizo este projeto reforçando que as pessoas mais velhas são peças fundamentais para um ecossistema mais humano. Em tempos de Coronavírus, em que idosos recebem diariamente o carimbo reducionista de "grupo de risco", esse tipo de conclusão é bastante relevante para o caminhar de nossa sociedade", atesta Matheus Machado, diretor, roteirista e sócio da produtora Infame. 

MAIS



Com Luisa Micheletti, Anna Hartmann, Zilah Britto, Luiz Guilherme “LG” e grande elenco, o curta-metragem “Nascimento de um instante e Aurora” reúne as faixas 5 e 7 do disco instrumental Lúcio Maia (2019, Babel Sunset). Este é o primeiro disco solo do guitarrista da Nação Zumbi.

Comentários