Vitor Araújo lança novo videoclipe; assista a "Toque n. 1"

Disco de Vitor Araújo será lançado internacionalmente em março. Foto: Julye Jacomel

O pernambucano Vitor Araújo lançou nesta sexta-feira, 25, um clipe inédito para a música “Toque n.1”, faixa-abertura de seu último disco, “Levaguiã Terê”. O videoclipe faz parte de uma série de ações para a promoção do lançamento internacional do disco, que ocorrerá em Março desse ano. Ainda inédito fora do Brasil tanto em edição física quanto digital, o último trabalho do artista será finalmente lançado em terras estrangeiras pelo selo austríaco Nutriot Recordings.

“Levaguiã Terê” será o quinto lançamento do selo baseado na cidade de Viena, que além de distribuir o álbum nas principais plataformas digitais, produzirá também uma edição em vinil. A edição, em gatefold e com LP duplo, teve a arte gráfica remodelada pelo artista criador da identidade visual do disco, Raul Luna, que elaborou especialmente para a tiragem em vinil uma nova capa e um novo desdobramento dos materiais gráficos já presentes na edição brasileira em CD duplo, que foi lançada pela Natura Musical.

Em Dezembro saiu no exterior o primeiro single do álbum, “Canto n.3” (que também foi a primeira faixa a ser lançada no Brasil). Nesta sexta-feira, 25 de Janeiro, será divulgado o clipe do segundo single, “Toque n.1”. Em Fevereiro a Nutriot soltará mais uma faixa para enfim, em Março, lançar o disco completo para stream e download nas plataformas digitais. Um mês depois do lançamento do disco digital chega às lojas européias a edição física de “Levaguiã Terê” em vinil, com duplo LP.


Sobre o Clipe

O vídeo no novo single re-edita uma parceria que já vem desde o primeiro disco de estúdio de Vitor Araújo (“A/B”, de 2012) - a parceria que existe entre ele e o artista visual Raul Luna. Raul Luna, além de ser responsável pela criação da identidade visual tanto do ‘A/B’ quanto do ‘Levaguiã Terê’ também colaborou com Vitor em outros trabalhos e dirigiu/realizou o clipe de “Canto n.3”.

Agora, no clipe de “Toque n.1”, Luna constrói em vermelho-e-preto uma narrativa cosmogônica utilizando-se apenas de samples, através de um processo que numa entrevista recente ao lado de Vitor ele denominou de ‘arqueologia Google’. Evoluindo de momentos abstratos para momentos mais figurativos, o vídeo vai da explosão inicial criadora de tudo até o nascimento da cultura, numa cronologia que liga o surgimento das coisas existentes ao nascimento da capacidade humana de observa-las e compreende-las.

Sobre a Música

Música inaugural de “Levaguiã Terê”, “Toque n.1” foi composta e orquestrada por Vitor Araújo, que escreveu para todos os instrumentos que são tocados na faixa. O próprio artista executou o piano, as vozes e os órgãos de tubo presentes na gravação. A faixa conta com quase 40 músicos, onde ogãs de terreiros de Recife nas percussões de candomblé se encontram com uma orquestra de formação sinfônica. A música tem inspirações que vão de Villa-Lobos e Tom Jobim ao filme-animé “Akira”, de Katsuhiro Otomo, e foi produzida pelo próprio Vitor ao lado de Bruno Giorgi - este último responsável também pela gravação, mixagem e masterização da faixa.

Vitor Araújo é compositor, orquestrador e instrumentista. Pernambucano radicado em São Paulo, tem dois discos de estúdio lançados - “A/B” (2012, indepentende) e “Levaguiã Terê” (2016, Natura Musical). Foi premiado em 2009 pela APCA quando surgiu para o público brasileiro como pianista intérprete de música erudita, no fim de sua adolescência; pelo Festival de Cinema de Brasília como melhor compositor de trilha sonora; pela Revista Galileu como uma das 10 mentes mais inventivas do Brasil. Já dividiu palco e/ou colaborou com grandes artistas de gerações anteriores como Naná Vasconcelos, Caetano Veloso e João Donato, e também com artistas da atual música experimental brasileira como Negro Leo, Kiko Dinucci e Maurício Takara. Fora da música, fez trabalhos com o Teatro Oficina (‘Macumba Antropófaga’ e ‘Bacantes’, como ator e músico), Cláudio Assis (fez parte do elenco de ‘Febre do Rato’) e Hilton Lacerda/DJ Dolores (protagonizou a série ‘Lama dos Dias’).

Comentários