Quem é Rincon Sapiência?

Foto: divulgação

Rincon Sapiência (33) é um artista de grande destaque na atual cena musical brasileira. Com a originalidade de suas composições, marcadas por influências das músicas africana, eletrônica, jamaicana e vertentes do rock, desde o ano 2000 o rapper traduz em versos inteligentes e sagazes as experiências vividas nas ruas da periferia paulistana.

Conhecido também pelo vulgo Manicongo, sua poesia aborda questões raciais e sociais no contexto da metrópole, expressas pelo seu rap com clima de positividade, sem prejuízo à postura crítica do discurso. A combinação é resultado da sua notável fome de rima aliada à sua habilidade nata de jogar com as palavras. Versátil, ele também atua como beatmaker e produtor musical em seus próprios trabalhos.

Em 2005, Rincon lançou sua primeira faixa “Aventureiro” e, em 2008, participou no cultuado disco solo de Kamau, Non Ducor Duco, nas faixas “Por que eu Rimo” e “Tambor”. No ano seguinte, o hit “Elegância” teve o videoclipe exibido pela MTV Brasil e foi indicado ao Video Music Brasil (VMB) 2010. 

No mesmo ano, Rincon Sapiência participou do álbum Projeto Paralelo, da banda NX Zero, na faixa “Tarde pra Desistir”. A riqueza da cultura afro-brasileira é tema frequente em suas músicas, que foram bem recebidas durante os festivais Festival 2H (2012) em Dakar, Senegal; e Festival Asalam Maleikum Hip Hop (2012), na Mauritânia, onde o Mc realizou uma imersão em suas raízes ancestrais africanas.  

Em 2014, Rincon lançou o EP SP Gueto BR, com oito faixas oficiais e duas faixas bônus. Destaque do rap nacional daquele ano, o EP foi em grande parte produzido pelo próprio Mc e traz uma forte identidade musical, com influências das músicas eletrônica, rock, ska, reggae, samba, timbres 808 e até o clássico estilo boombap. 

Dois anos depois, em dezembro de 2016, o rapper surpreendeu a cena com o hit “Ponta de Lança (Verso Livre)”, que se tornaria a sua música mais conhecida e cujo videoclipe conta com mais de 15 milhões de visualizações no Youtube. Diante do impacto, a faixa atualmente integra a trilha sonora da série Malhação (Rede Globo).

Em maio de 2017, Rincon Sapiência lançou Galanga Livre, seu tão aguardado álbum de estreia, pelo selo Boia Fria Produções. Aprimorando a originalidade de suas composições, no novo disco o rapper revela maturidade poética e musical em 11 faixas e mais duas bônus tracks. 

A notória negritude que distingue o trabalho do Mc paulistano é o ponto alto do trabalha e se faz sentir tanto discurso quanto nos ritmos, que vão desde a capoeira até o blues, passando pelo coco e pela tropicália, até o afrobeat, permeadas pela sua veia rock and roll característica. 

Atestando o seu talento como produtor, as músicas foram todas produzidas pelo próprio rapper, com exceção de “Amores às Escuras” (Gambia Beats). Coproduzido, mixado e dirigido por William Magalhães (Banda Black Rio), o álbum expõe o equilíbrio entre a ancestralidade e o moderno. Masterizado por Arthur Joly, Galanga Livre exalta sonoridades das raízes africanas, combinadas com letras que abordam a consciência e a valorização da afrodescendência no Brasil contemporâneo.

O conjunto da obra rendeu as bênçãos de três grandes referências de Rincon Sapiência, os rappers Xis, Mano Brown e Black Alien. Os elogios dos veteranos estão registrados no belo encarte que acompanha a versão física do álbum, que foi o lançamento mais citado entre os melhores do ano, de acordo com o levantamento feito pela “Lista das Listas”, elogiado pelo público e pela crítica especializada.


O disco entrou na lista da APCA entre os 50 melhores álbuns da música brasileira de 2017 e ganhou dois troféus do Superjúri no Prêmio Multishow daquele ano, nas categorias Melhor Produção Musical e Melhor Capa. Além disso, a premiação também rendeu a Rincon Sapiência o título de Revelação do Ano. No mesmo ano, o rapper foi eleito Artista do Ano pela Associação Paulista dos Críticos de Artes (APCA) e levou o prêmio Bravo! de Cultura com o mesmo disco.

Sua identidade artística, reforçada pelo estilo original de seus figurinos, também está presente nos videoclipes "Elegância", "Transporte Público", “Linhas de Soco”, "Profissão Perigo", "Coisas de Brasil", “A Coisa tá Preta”, “Ponta de Lança (Verso Livre)”, “Meu Bloco”, “Autêntico X Excêntrico X Incomparável”, “Ostentação à Pobreza”, “A Volta Pra Casa“, “Afro Rep”, “Área de Conforto”, “Crime Bárbaro”, além da participação no badalado cypher “Poetas no Topo 3.1”.

Entre as colaborações mais recentes com outros artistas destacam-se “Ginga”, com Iza, “Inimigos”, com Alice Caymmi, “Um Brinde à Vida”, com Sidney Magal, “Chiste”, com Rubel, e “Melanina”, com a rapper paulistana Drik Barbosa. Como ator, Rincon contracenou com o ator Wagner Moura no filme "A Busca" (2013), dirigido por Luciano Moura, seguido da participação no filme “Jonas” (2015), dirigido por Lô Polliti. Atualmente, o rapper integra o elenco de “Selvagem, o filme”, no papel de um professor secundarista, ainda sem previsão de lançamento.

Entre agosto e setembro de 2017, o rapper fez sua primeira turnê europeia, passando por Inglaterra, Espanha, Irlanda, Suécia, França e Portugal. Nas participações em festivais de música pelo Brasil e no exterior nos últimos anos, como Lollapalooza, Coala Festival, Sumol Summer Fest (Portugal), Bananada, Onda Carioca (França), Forró da Lua Cheia, Coolritiba, Radioca, No Ar Coquetel Molotov, entre outros, Rincon Sapiência arrebatou o público em suas apresentações virtuosas.

+Rincon Sapiência

http://www.rinconsapiencia.com.br

https://www.youtube.com/RinconSapiência

https://www.facebook.com/rinconzl

https://twitter.com/rinconsapiencia

https://instagram.com/rinconsapiencia

Comentários