Johnny Hooker, Academia da Berlinda e Gilberto Gil no Coala Festival


Show da Academia da Berlinda terá participação de Lula Lira. Foto: Site Oficial 


Por Carol Pascoal
carol@trovoa.com

Desde que surgiu, em 2014, o Coala Festival se mantém firme na proposta de celebrar a música brasileira com nomes que se destacam na cena contemporânea. Em 2018, não poderia ser diferente. Para comemorar os seus cinco anos de existência, o festival prepara uma edição especial e passa a ter dois dias de evento. Marcado para 1 e 2 de setembro, o Coala Festival ocorre mais uma vez no Memorial da América Latina.

Para este ano, a ideia dos curadores – Gabriel Andrade e Marcus Preto - foi selecionar uma programação capaz de reunir expoentes da música brasileira contemporânea, contemplar nomes consagrados que mantém frescor na trajetória, além de promover encontros entre artistas. Sempre tendo em mente a importância de realizar um festival diverso, representativo e com nomes de diferentes gêneros musicais.

No dia 1 de setembro, dois shows explosivos e sem pudores deixam a temperatura do Coala lá no alto. São eles: francisco, el hombre, que mostra o repertório do disco de estreia SOLTASBRUXA; e os baianos do ÀTTØØXXÁ, com uma liberdade musical que mistura o pagode baiano a batidas eletrônicas. A Bahia, inclusive, manda mais representantes no primeiro dia de evento. O rapper Baco Exu do Blues marca presença com o versos do hino visceral “Te Amo Disgraça” (do disco Esu), enquanto Xenia França sobe ao palco com canções (do álbum Xenia) que ressaltam e reafirmam a força da mulher negra. 


Após rodar o país com um show em que celebrava os 40 anos do álbum Refavela, Gilberto Gil está confirmado no Coala com uma apresentação em que repassa sucessos de diferentes fases da carreira ao lado de sua banda. Com influência pernambucana e afrocaribenha, o grupo Academia da Berlinda completa o lineup da noite de estreia e conta com a participação especial da cantora Lula Lira, filha de Chico Science.

O segundo dia do Coala Festival, em 2 de setembro, traz Mano Brown com o elogiado repertório de funk e soul music do disco-solo Boogie Naipe; e Johnny Hooker com suas canções de amores e desamores marginais. Com uma performance envolvente, a baiana Luedji Luna chega com faixas do álbum de estreia Um Corpo no Mundo, enquanto Rubel apresenta Casas. Bloco composto apenas de mulheres e que resgata a ancestralidade africana, o Ilú Obá de Min recebe no palco as cantoras Juçara Marçal e Elza Soares. O Coala Festival também recebe Milton Nascimento, que conta com participação especial de Criolo em seu show.


Todo ano, o Coala Festival também fecha uma programação de DJs responsáveis por dar liga e manter o clima. Neste ano, cada dia terá seis nomes responsáveis pela discotecagem. Em breve, mais informações.

Após um período de venda cega, os ingressos do primeiro lote começam a ser vendidos hoje, 20 de junho, pelo site Total Acesso.



Programação do Coala Festival por dia
(a ordem e os horários serão anunciados em breve):

1 de setembro
Francisco El Hombre
ÀTTØØXXÁ
Academia da Berlinda part. Lula Lira
Xenia França
Baco Exu do Blues
Gilberto Gil

2 de setembro
Johnny Hooker
Rubel
Mano Brown
Luedji Luna
Ilú Obá de Min convida Juçara Marçal e Elza Soares
Milton Nascimento part. Criolo

Serviço:
Coala Festival 2018
Data: 1 e 2 de setembro
Local: Memorial da América Latina - Praça Cívica
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Barra Funda, São Paulo

Ingressos:
- Um dia de evento (1 ou 2 de setembro):
1º lote: R$ 60,00 (meia-entrada*) e R$ 120,00 (inteira)
- Passe Coalático (dois dias de evento):
R$ 110,00 (valor único)

*O valor de meia-entrada também será aceito para quem doar 1kg de alimento não-perecível
Ingressos: https://www.totalacesso.com/evento/coala_festival_2018

Comentários