Ensina Jogos Educativos: lazer e tecnologia no combate à dengue





Por Marina Layme

O jogo é voltado para crianças com idade a partir de 5 anos e trata das formas de combate ao mosquito transmissor de doenças como a dengue, a zika e a chikungunha

De acordo com o Ministério da Saúde os casos de dengue no país aumentaram 599,5% em relação ao ano passado. Atenta a essa realidade a Ensina Jogos educativos desenvolveu o jogo A Liga dos Guardiões das Cidades no Combate ao Aedes Aegypti. Com uma proposta inovadora, o jogo educativo estimula o aprendizado e dissemina o conhecimento através de um processo interativo e lúdico. “Para isso, unimos o jogo de tabuleiro a tecnologias como o smartphone, tablet e computador, criando um ambiente desafiador e motivador, promovendo o desenvolvimento das habilidades sociais, cognitivas e socioemocionais dos participantes” afirma o criador do projeto, Marcelo Vieira.

O jogo é voltado para crianças com idade a partir de 5 anos e trata das formas de combate ao mosquito transmissor de doenças como a dengue, a zika e a chikungunha. Ele pode ser jogado por até 5 participantes em uma plataforma híbrida, inovadora e que une o melhor dos dois mundos: o físico e o digital. “Através do jogo, conscientizamos as crianças e as tornamos combatentes naturais contra os agentes causadores das doenças. Além disso, elas levam o aprendizado para dentro de casa e atuam como multiplicadores do conhecimento e combates do mosquito beneficiando toda a família” diz Marcelo.

A Liga dos Guardiões das Cidades é composta por Max, Clara, Arthur, Mile e Samuca. Eles protagonizam diversas aventuras, sempre voltada a informações sobre o ciclo de vida do mosquito, ensinando as boas práticas de prevenção e combate. A cada rodada, os jogadores respondem a perguntas apresentadas na versão digital e participam de desafios que simulam situações da vida real. No tabuleiro, eles avançam seguindo uma trilha de conhecimentos.

“Percorri um longo caminho para elaborar o jogo. Busquei especialistas no assunto que me auxiliassem no desenvolvimento de perguntas e respostas sobre o mosquito. Além disso, procurei cientistas da Fiocruz que dessem a chancela de que o material estava completo. A partir daí, busquei uma consultoria de uma psicopedagoga que pudesse adaptar o jogo para que pudesse trabalhar o desenvolvimento das habilidades socioemocionais e assim também   ficar alinhado as novas exigências da Nova Base Comum Curricular” explica o criador do projeto.

O material já foi testado e aprovado por alunos das escolas públicas e particulares do Recife e a Ensina Jogos Educativos já trabalha em mais três versões do jogo: Sustentabilidade e Meio Ambiente, Combate às drogas e Mobilidade urbana que prometem chegar ao mercado em 2020. Para adquirir A Liga dos Guardiões das Cidades, os interessados devem acessar o site: ensina.rec.br .

Comentários