Conservatório Pernambucano abre as portas do Santa Isabel para a “Bandeira do Divino”

Cantata se apresenta no sábado e domingo. Foto: José Marcos/Divulgação


Uma das principais motivações para a realização da Cantata Natalina “Bandeira do Divino – Uma Festa de Todos” é poder levar a essência das tradições do Natal no Nordeste para quem nunca entrou em contato com elas. Ao mesmo tempo, a ideia do maestro José Renato Accioly, que rege a Orquestra de Câmara de Pernambucano (OCPE), é resgatar memórias adormecidas. “O espetáculo foi feito para que quem não conhece possa conhecer e para que os outros que já viram voltem para apreciar a nossa cultura. Tenho ouvido depoimentos dos avós e dos pais das crianças quanto a este resgate e é muito legal perceber este ciclo”, ressalta o regente.

O musical é realizado pelo Governo do Estado, por meio do Conservatório Pernambucano de Música, vinculado à Secretaria de Educação de Pernambuco, pela terceira vez. A Bandeira do Divino conta com direção cênica de Quiercles Santana.

O espetáculo natalino narra a jornada do pastoril de forma peculiar, apresentando, além das canções tradicionais do folguedo, novenas, boi de natal, cavalo marinho, galante, guerreiro, entre outras danças e músicas do ciclo natalino brasileiro, além de clássicos da música popular brasileira.

Ao lado da OCPE, sobem ao palco do Teatro de Santa Isabel, para duas apresentações gratuitas - neste sábado (dia 14), às 20h, e domingo (dia 15), às 17h, o grupo SaGrama; o Coro Infantil do CPM e a Cia. de Dança Perna de Palco, dirigida por Anna Miranda. A preparação do coro é de Celia Oliveira e Ernandes Candeia Jr. A fusão do erudito com o popular é uma das marcas da produção.

“A ‘Bandeira do Divino’ revisita o universo dos folguedos presentes no Brasil e apresenta a história do pastoril de uma forma muito peculiar. Há a fusão do erudito com o popular de uma maneira muito bonita. Aliás, buscamos isso em muitas das nossas produções ao longo do ano. É um espetáculo que nos honra muito porque envolve professores da casa, alunos e nossos projetos sociais. É o nosso presente natalino”, afirma a gerente geral do Conservatório, Roseane Hazin.

 No repertório do espetáculo estão reunidas músicas da tradição de Natal do Nordeste, com exceção daquela que batiza o espetáculo, “Bandeira do Divino”, famosa na voz do cantor Ivan Lins. Mas mesmo esta canção não aparece em sua versão cotidiana. Ao receber arranjos para coro e orquestra, criados por Sérgio Campello, líder do SaGrama, e um dos diretores do espetáculo, a música acaba em frevo, fazendo a ligação com as raízes nordestinas e pernambucanas.

 Sobre “Bandeira do Divino”, José Renato Accioly destaca dois pontos importantes: a participação das crianças e a homenagem ao Natal da terra em que vivemos. “É a oportunidade de unir no mesmo palco crianças que estão iniciando um caminho na música, com outros que já são profissionais experientes, numa interseção rica para os dois lados”, pontua o maestro. Ele argumenta, ainda, que o contato com as canções natalinas originais do Nordeste é outro objetivo relevante. “Uma das ideias é buscar um ciclo de Natal que está se perdendo. Acho lindo que se cante ‘Jingle Bell’s’ ou ‘Noite Feliz’, mas é necessário estar com um pé no universo e outro na nossa terra, reconhecer nossas origens e estar em contato com elas”, defende.

Ainda sobre o repertório, algumas mudanças pontuais foram feitas para a edição de 2019. Foi acrescentado ao programa a “Queima da Lapinha”, num pastoril bem característico da região Nordeste. Entre as novas músicas no espetáculo, está “Meu bom José”, canção francesa que tem versão de Nara Leão para o português, além de um pout-pourri de cantigas de roda, e de “Novena”, de Dimas Sedícias, que lembra uma procissão do interior.

“Gosto muito de reforçar o sentido educacional do ‘Bandeira do Divino’. No palco, as crianças das classes iniciais do Conservatório dividem o protagonismo com músicos de alta performance, como os integrantes do SaGrama, que tem 25 anos de trajetória”, celebra José Renato.      

Serviço:

Cantata Natalina “Bandeira do Divino – Uma Festa de Todos”
Onde: Teatro de Santa Isabel (Praça da República, s/n, Santo Antônio)
Quando: Neste sábado (dia 14 de dezembro), às 20h, e domingo (dia 15 de dezembro), às 17h
Quanto: Entrada gratuita. Ingressos devem ser retirados na bilheteria do teatro, uma hora antes do espetáculo
Informações: (81) 3355-3323

Informações da Mia Comunicação


Comentários