Luiza Lian e O Mangue se juntam para o clipe 'Virada da Maré'


Banda paulista O Mangue lança novo clipe com Luiza Lian. Foto: Divulgação


A faixa 'Virada da Maré', da banda paulistana O Mangue, em composição conjunta com a cantora Luiza Lian, ganhou um clipe dirigido por Rafael Bispo, que traz um resgate da cultura simplista de um herói brasileiro, como a figura do pescador e a sua relação com o mar e a dor da sua companheira. O clipe, que é, na verdade, um curta-metragem, lançado nesta quinta (31).

Virada da Maré é uma faixa que faz parte do disco Igbá AyÊ: Estuário no Mundo, recém-lançado pela banda O Mangue, todo autoral. A música conta com a participação da cantora Luiza Lian, que também atua no clipe. A Virada da Maré imprime a cultura do cotidiano brasileiro nativo na visão do diretor Rafael Bispo. "A busca do homem comum brasileiro, representada pela figura do pescador, o tocador de tambor, o sincretismo religioso, criando uma relação com a composição, que já carrega a religião africana, com a reverência a Iemanjá˜, pontuou.

O curta trata-se de um clipe com um cunho político enfatizando a cultura da resistência, do povo contra o imperialismo e o capitalismo. Ele coloca em questão a figura do pescador romântico que sabe da necessidade de respeitar a natureza e entrar no mar em busca de alimento, deixando de lado a ganância, buscando apenas o que é necessário. Uma reflexão importante para o momento de desastres naturais que vem acontecendo com as matas e os mares brasileiros.


Sobre O Mangue

A banda O Mangue, antes conhecida como Mangue B,  acabou de lançar o primeiro disco de música autoral, Igba Ayé: Estuário do Mundo, depois de seis anos de estrada. Ganhador do ProAC Editais, o disco surgiu durante a turnê da banda com o espetáculo Chico Vive, tributo a Chico Science, que rodou os palcos do país, através do SESC, SESI e Casas de Shows, tocando a história do movimento manguebeat, de seus artistas, influências, misturas e possibilidades desse caldeirão cultural.

O disco vem na mesma pegada, misturando rock com os ritmos regionais, em um show forte, marcado por dinâmicas crescentes, tambores e psicodelia, tem a participação de Rappin Hood e Luiza Lian, foi produzido por Pedro Lobo do Braza e mixado por Pedro Garcia do Planet Hemp.



Comentários