Google quer favorecer sites que publicam notícias originais

Imagem de Steve Buissinne por Pixabay

Por Dino

Em texto publico no blog The Keyword, o Google anunciou uma mudança nos algoritmos que vai privilegiar sites que publicam notícias originais. O texto é assinado pelo vice-presidente de Notícias, Richard Gingras.

O Google explicou que pretende identificar e dar mais destaque a um site noticioso que for o primeiro a publicar uma reportagem sobre um determinado assunto.

O que acontece na internet hoje é que uma notícia relevante é publicada por um site e, em seguida, muitos outros sites publicam a mesma notícia ou histórias decorrentes daquela. Consequentemente, a audiência acaba se diluindo entre todos os sites — e a receita decorrente de publicidade também. Em outras palavras, aquele que se esforça para encontrar uma história autêntica não é devidamente recompensado.

No post, Gingras explica que as mudanças nos algoritmos visam a garantir que as matérias originais permaneçam visíveis por mais tempo para o usuário. “Isto significa que os leitores interessados nas últimas notícias poderão encontrar mais facilmente a matéria que primeiro noticiou — e os editores poderão se beneficiar de ter suas reportagens originais mais amplamente vistas”, explica o post.

O VP do Google justifica a mudança explicando que algumas matérias podem provocar impactos em âmbito mundial, o que exige dos repórteres dedicação e profunda investigação. “Estas são algumas das razões pelas quais pretendemos apoiar esses esforços do setor [jornalístico] e ajudar as pessoas a ter acesso às reportagens mais confiáveis”, conclui.

Para fazer as mudanças, o Google usou um de seus recursos menos tecnológicos e mais humanos, que são os avaliadores de qualidade. São cerca de 10 mil profissionais terceirizados e espalhados por todo o mundo. Eles são treinados para dar feedback sobre as pesquisas, ajudando o Google, entre outras coisas, a categorizar as informações para melhorar seus sistemas.

Os feedbacks dados pelos avaliadores são, então, analisados e usados para prover mudanças nos algoritmos. Nas atualizações desta semana, voltadas para notícias, o serviço dos avaliadores foi usado.

O usuário deve perceber a mudança na forma como os resultados de buscas da seção Google Notícias será exibida. O blog americano The Verge explica que hoje o Google busca destacar a matéria que seja mais recente e esclarecedora — não importando se ela é a fonte primária ou não. “Assumindo que o Google faça tudo que prometeu (e isto é um grande “se”), a mudança não significa que não haverá muitas controvérsias”, alertam os autores do artigo, Dieter Bohn and Sean Hollister.

Takeaways
O Google mudou seus algoritmos do Google Notícias e promete dar destaque prioritário aos sites que primeiro publicam uma notícia, valorizando, assim, a reportagem. A medida deve beneficiar sites de cunho jornalístico, gerando mais audiência para eles.


Comentários