Doze filmes pernambucanos participam de Festival Internacional de Curtas

Cena de "Swinguerra", da dupla Bárbara Wagner e Benjamin de Burca. Foto: reprodução

Por Sofia Carvalhosa

Entre os destaques do estado estão cinco produções de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca

Doze produções pernambucanas participam do 30º Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo: A Era de Lareokotô, Aqueles que se Foram, Caçador, Caranguejo Rei, Estás Vendo Coisas, Faz que Vai, Marie, Não Moro Mais Aqui, Nome de Batismo – Francês, Reforma, Swinguerra e Terremoto Santo. O evento, que acontece entre os dias 22 de agosto e 01 de setembro de 2019, acompanha a evolução tecnológica no audiovisual, da película à realidade virtual. 

Entre os destaques do estado estão cinco produções do duo de artistas Bárbara Wagner e Benjamin de Burca, reunidas na retrospectiva Experimenta (Estás Vendo Coisas, Faz que Vai, Terremoto Santo, o alemão Adeus, Alemanha! Uma Melodia de Vida e a coprodução com Canadá e Estados Unidos, Rise). Suas séries fotográficas, videoinstalações e curtas tornaram-nos conhecidos nos mais importantes espaços da arte e do cinema no planeta, como o Festival de Locarno, a Berlinale e a Bienal de Veneza. Os trabalhos serão exibidos nos dias 23 de agosto, às 18h30, na Cinemateca Brasileira - sala Petrobras; 24, às 19h30, no CineSesc; e 27, às 19h, no CINUSP. 

A dupla também estreia nacionalmente o filme Swinguerra, realizado pela Fundação Bienal de São Paulo para a representação do Brasil na 58ª Bienal de Veneza. Integrando a nova Mostra Competitiva, dedicada aos curtas nacionais, a obra documental-musical acompanha os ensaios de um grupo de dançarinos na quadra de esportes de uma escola pública da periferia do Recife (PE). Acompanhados por um exigente coreógrafo, eles são observados de perto pelas companhias rivais. As exibições acontecem nos dias 22 de agosto, 21h, na Cinemateca Brasileira, 24 de agosto, às 17h30, no CineSesc, e 30 de agosto, 15h, no Centro Cultural São Paulo. 

Também está na Mostra Competitiva o curta Não Moro Mais Aqui (Laura de Araújo), no qual o silêncio preenche os espaços vazios de onde habitam uma avó e uma neta, cujos papeis familiares aos poucos se invertem. O filme pode ser visto no dia 22, às 21h, na Cinemateca Brasileira - sala BNDES; no dia 24, às 17h30, no CineSesc; e no dia 30, às 15h, no Centro Cultural São Paulo. 

Já no programa Terror na Tela, que faz um breve panorama sobre as ansiedades e os medos latentes que carregamos como sociedade, o representante pernambucano é Caranguejo Rei (Matheus Farias e Enock Carvalho). Eduardo tem uma doença misteriosa em seu corpo. A aparição de caranguejos por toda a cidade do Recife pode ter algo a ver com isso. O curta é apresentado no dia 23 de agosto, às 23h30, no CineSesc; no dia 24, às 17h, no Cine Olido; no dia 27, às 19h, no Centro Cultural São Paulo; e no dia 28, às 19h, no CINUSP. 

30º Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo

Celebrando 30 anos ininterruptos de realização, o Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo, dirigido por Zita Carvalhosa e organizado pela Associação Cultural Kinoforum, apresenta gratuitamente 324 filmes de 53 países, em diferentes salas de cinema da capital paulista.

Além das tradicionais Mostras Internacional, Latino-Americana e Programas Brasileiros, que revelam um panorama do cinema contemporâneo em todo o mundo, a edição estreia a Mostra Limite, com filmes brasileiros e estrangeiros que experimentam novas linguagens, os Programas Imersivos, com documentários de Tadeu Jungle em 360º para óculos VR, filmes franceses em 3D e games brasileiros de realidade virtual, e ainda sua primeira Mostra Competitiva, especialmente para títulos nacionais.

Os Programas Especiais reúnem atrações que já fazem parte do calendário do Festival, como a Mostra Infantojuvenil, além de diferentes destaques a cada edição. Entre eles, uma seleção de curtas de Jorge Furtado, como Ilha das Flores – que também completa 30 anos –, uma mostra de curtas coreanos em homenagem aos 60 anos das relações Brasil-Coreia, incluindo obras premiado diretor Bong Joon-Ho, e ainda um programa canadense que comemora o Ano Internacional das Línguas Indígenas.

30º Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo – Curta Kinoforum

Programação: 22 de agosto a 01 de setembro de 2019 – Entrada gratuita

Locais: Cinemateca Brasileira, CineSesc, Museu da Imagem e do Som – MIS, Espaço Itaú Augusta, Centro Cultural São Paulo – CCSP, Cine Olido, Cinusp e CEU's Perus, Caminho do Mar e Vila Atlântica

Patrocínio: Sabesp (via Lei de Incentivo à Cultura – Ministério da Cidadania – Secretaria Especial da Cultura), Ericsson (via ProAC ICMS – Secretaria de Cultura e Economia Criativa – Governo do Estado de São Paulo), SPCine, Prefeitura da cidade de São Paulo, BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul), FSA (Fundo Setorial do Audiovisual), SAV (Secretaria do Audiovisual) e Ancine.

Realização: Kinoforum, Superfilmes, SESC, Cinemateca Brasileira, Museu da Imagem e do Som  - MIS.

Comentários