"Absurdo ser normal": pernambucano Igor de Carvalho lança single



Por AD Luna
ad.luna@gmail.com

Com pegada quase hard rock, o pernambucano Igor de Carvalho lançou, nesta sexta (14), nas plataformas digitais o novo single, "Absurdo ser normal".

Criada pelo próprio artista, a música tem produção musical de Rogério Samico, também responsável por teclados, flauta, violão e autor dos riffs de guitarra, que chegam a lembrar uma vibe mais pesada de "Come together", dos Beatles.

O refrão é daqueles que colam na mente. “Acho interessante o repetir das palavras para criar um tipo de memória sonora, facilitando a identificação do ouvinte”, diz Igor.

"Absurdo ser normal" estará no "Cabeça coração", segundo disco de Igor de Carvalho, com previsão de lançamento para o dia 4 de janeiro. O álbum tem participações de Johnny Hooker, Zélia Duncan e do português Manel Cruz.


Absurdo Ser Normal
(Igor de Carvalho)

Não gosto do conveniente.
Eu não me adequo ao teu modelo social
Eu acho um absurdo ser normal.
Eu acho um absurdo ser normal.

Desacostumado a ser obediente
Eu não sigo as tendências de tv, rádio e jornal
Eu acho um absurdo ser normal
Eu acho um absurdo ser normal.

Porque eu não sirvo pra qualquer adequação,
Eu não boto preço no valor moral
Não quero ser robô, televisão,
Porque eu não faço tipo, moda, coisa e tal.

Eu não consigo ser metade
Muito menos a metade do que já é fracional
Eu não permito dividir minha verdade com ninguém
que se destaca enaltecendo o que é banal

Eu acho um absurdo ser normal.

Prefiro o nexo ao sexo casual
Tô mais pra bicho do que gente
O inverso é a verte que me visto para além do visual
Amar o diferente

Dispenso pensamentos de refíl
Tô mais pra monstro do que gente
Não quero tá coberto de razão e ainda sentir frio
Eu faço o diferente



Igor de Carvalho: Voz
Ricardo Fraga: Bateria
Rogê Victor: Baixo
Rogério Samico: Guitarra, Violão, Teclado, Piano e Flauta
Produção Musical: Rogério Samico
Produção Executiva: Igor de Carvalho
Arranjos: Rogério Samico e Henrique Albino
Técnico de Gravação: Vinicius Aquino (Estúdio Carranca)
Mixagem: Bernardo Goys
Masterização: Felipe Tichauer (Red Traxx)
Arte Gráfica: Celso Hartkopf
Fotografia: Flora Negri
Distribuição Digital: Tratore

Comentários