Nação Zumbi e Criolo gravam Jards Macalé


O cantor e compositor Jards Macalé. Foto: Divulgação

Por Guilherme Boisson 

Em 1972, o cantor e compositor Jards Macalé lançou o seu segundo disco. O álbum, que levou o nome do artista, trazia 11 canções. Apesar do repertório original do artista então em ascensão, a efervescência musical da época fez com que o trabalho não ganhasse tanto destaque. Agora, 46 anos depois, Criolo e Nação Zumbi resgatam duas canções do disco e propõem versões inéditas com exclusividade para a série musical “Os Ímpares”. 

O resultado pode ser conferido no segundo episódio inédito da série, na Segunda da Música, 28, às 20h. Enquanto a banda Nação Zumbi é convidada para reler a canção “Revendo Amigos”, Criolo faz uma releitura de “78 Rotações”. Jards vai ao estúdio, acompanha a gravação de Criolo e conta um pouco da história do disco. 


Ao longo de 10 episódios, figuras de peso da música brasileira contemporânea como Criolo, BayanaSystem e Tulipa Ruiz irão realizar releituras inéditas de álbuns de Jards Macalé, Di Melo, Itamar Assumpção, Walter Franco, Jorge Mautner, Pedro Santos, Ronnie Von, Verocai, Marku Ribas e Sérgio Sampaio. Com direção de Henrique Alqualo e Isis Mello, direção musical de Berna Ceppas e realização da Lunar Multimídia e da Moa Filmes, “Os Ímpares” foi produzida através de financiamento pelo Fundo Setorial do Audiovisual da ANCINE.



SEGUNDA DA MÚSICA
Os Ímpares (Série Musical) – Episódio Jards: Criolo e Nação

Os Ímpares é uma série documental que tem como tema álbuns experimentais das décadas de 60 e 70 que não tiveram o devido reconhecimento na época do seu lançamento. O programa convidou artistas contemporâneos como Emicida, Criolo, Nação Zumbi, Teresa Cristina e Alice Caymmi para reler canções dos álbuns de Jards Macalé, Jorge Mautner, Pedro dos Santos, Sérgio Sampaio dentre outros. O programa acompanha todo o processo criativo das releituras e convida os compositores para contar um pouco da história dos discos.

Diretores: Henrique Alqualo e Isis Mello
Duração: 27 min.
Exibição: 28 de maio, segunda-feira, às 20h.
Classificação: Livre.
Horários alternativos:
2 de junho, sábado, às 21h.
3 de junho, domingo, às 9h.

Comentários