Teatro Oficina celebra 59 anos com peça encenada via Zoom

"O Bailado do Deus Morto", é encenada online. Foto: Jennifer Glass

A Companhia fará apensas seis apresentações, ao vivo, de “O Bailado do Deus Morto” 

Bailado do Deus Morto, peça de Flávio de Carvalho escrita para a inauguração do Teatro da Experiência, em 1933 e censurada já na noite de estreia, imediatamente ao fim da apresentação, põe em cena uma reflexão sobre a fé, o medo e a morte de um Deus animal que se transfigura com a mecanização do mundo. Sob a direção de Marcelo Drummond e afastados da sede do teatro no bairro do Bixiga e da possibilidade contracenar com o público, enquadrados em telas de computadores e celulares, os atores e músicos se redescobrem diante do desafio de redimensionar a peça para o mundo digital-virtual, ao vivo, para apenas seis apresentações

Os ingressos podem ser adquiridos através da plataforma de eventos online da Sympla, com estreia marcada para o dia 16 de agosto, encerrando uma semana intensa em cartaz nas redes virtuais. O Teat(r)o Oficina dá nome a uma das salas de apresentações online do Festival farOFFa de agitação cultural, e se apresenta nessa semana por lá com Ham-Let, Bacantes e Navalha na Carne.

É com a força das rupturas e transmutações de “O Bailado do Deus Morto”, que a companhia Teat(r)o Oficina Uzyna Uzona celebra no dia 16 de agosto, os 59 anos do terreyro eletrônico, como é conhecido seu prédio, obra de arte de muitas arquiteturas vitais, inaugurado em 1961, com a profissionalização da companhia. A semana está repleta de programações que festejam o aniversário e chamam o público para o fortalecimento da campanha de arrecadação “Proteja O Teat(r)o Oficina”, voltada para a manutenção de um fundo emergencial para a companhia e para o espaço. 

A última encenação na pista do Oficina foi justamente O Bailado, na véspera de decidirem interromper as atividades em função da pandemia.

O BAILADO DO DEUS MORTO - A Live

Apresentações
·         Domingo -  16 agosto de 2020, às 18h
·         Quarta - 19 agosto de 2020, às 21h
·         Domingo -  23 agosto de 2020, às 18h
·         Quarta - 26 agosto de 2020, às 21h
·         Domingo - 30 agosto de 2020, às18h
·         Quarta-  2 de setembro de 2020, ás 21h

Os ingressos variam deR$10,00 a R$100,00, disponíveis em www.sympla.com.br/teatroficinadigital 


CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DA SEMANA

Terça-feira, 11 de agosto
·         Às 14h - Bacantes no FarOFFa - sala Teat(r)o Oficina

Quarta-feira, 12 de agosto
·         Às 21h - Navalha na Carne no FarOFFa - sala Teat(r)o Oficina

Sexta-feira, 14 de agosto
·         Ás 21h - HAM-LET no FarOFFa - sala Teat(r)o Oficina 

Domingo, 16 de agosto

·         Às18h - O Bailado do Deus Morto - estreia no www.sympla.com/teatroficinadigital

·         Às 22h - Why the horse? - encerramento do FarOFFa - sala Teat(r)o Oficina


Festival Farofa

Teatro na pandemia
Há seis décadas, o Oficina tem contracenado com multidões que assistem aos espetáculos em sua sede no Bixiga e em outras cidades por onde o grupo passou ao longo de sua trajetória. E agora, diante da pandemia e da impossibilidade de se apresentar sem o público atuador, busca reinventar o rádio teatro, produzindo séries de podcasts durante a quarentena disponíveis na Rádio Uzona. Os ensaios acontecem por videoconferência, como um meio de manter a atividade teatral acesa. 

TV Uzyna, vanguarda das transmissões ao vivo e das apresentações online, está, desde o início da pandemia, a todo vapor! A companhia também mantém uma programação contínua de conversas entre artistas e tecnoartistas que trabalharam no Oficina ao longo da sua história. Os encontros, no formato de Lives Antropófagas, acontecem no instagram do Teatro durante a semana. 

PROTEJA O TEAT(R)O OFICINA 

Comentários