Júnior Cordeiro inicia gravação de novo disco

Júnior Cordeiro trabalha no sétimo álbum. Foto: Zack Stencil

Júnior Cordeiro inicia a gravação do seu sétimo disco, intitulado #CâmeraEco, brindando os seus 15 anos de carreira. Conhecido por abordar temas místicos e filosóficos, o poeta, cantor e compositor paraibano discorre agora sobre a coisificação do homem na pós-modernidade líquida e individualismo narcisista, a partir de influências filosóficas de Zygmunt Bauman. 

Em fase de produção e com lançamento previsto para dezembro deste ano, o novo álbum contará com 13 faixas, em formato digital e em LP. 

Com abordagem focada no enaltecimento do imaginário popular, durante a sua carreira Júnior Cordeiro produziu 6 discos e 2 DVDs, destacando-se pela brasilidade, valorização da cultura popular, citações literárias e reflexões filosóficas que permeiam toda a sua obra. 

Em 2019, Júnior Cordeiro trouxe ao público uma obra que realçou sua poesia, com uma visão da feminilidade sensual da capital paraibana, no disco "Vênus Philipeia".

Já em 2018, reflexões filosóficas trouxeram um toque de psicodelia e guitarras afiadas, no rock estruturado de “Céu, Ades e outros Porvires”, que ainda rendeu o lançamento do videoclipe “Câncer das Velocidades” e o reconhecimento da obra entre os 10 melhores discos paraibanos pela crítica especializada.

Em “Sonhos, Sertão & Loucura”, de 2016, a psicodelia é acentuada na obra Corderiana, numa abordagem do sertão mítico e encantado, com reflexões sobre a loucura, marcada por citações literárias, em harmonia com os gêneros tradicionais do Nordeste.

E foi com o “Capa Preta”, disco lançado em 2013, que o poeta trouxe ao público seu alter ego, O Bruxo do Cariri, com uma temática de religiosidade rústica, influenciado pelo livro homônimo, atribuído a São Cipriano. 

Esses e todos os outros discos do artista estão disponíveis nas melhores plataformas digitais. Detalhes de sua produção, gravações de novos videoclipes, novos projetos podem ser acessados no website do artista: www.juniorcordeiro.com .

Comentários