Pernambucano Felipe Soares lança curta com trilha da Diablo Angel

Imagem de "Texas", de Felipe Soares

Já está no ar o curta metragem "Texas", do diretor pernambucano Felipe Soares. O filme levou um ano para ser produzido e é um curta híbrido que mistura documentário e musical com trilha sonora da banda pernambucana, Diablo Angel. “Texas foi gravado entre a paisagem urbana do Recife e o semiárido em Surubim. Gravar sob o sol forte do agreste foi o maior desafio desse filme”, relembra o diretor.

A narrativa de Texas tem como tema o crescente apelo político pelo armamento irresponsável da população e como a vida se torna cada dia mais descartável nesse processo. Um dos personagens principais do filme-documentário Texas é Joelma Andrade, mãe de Mario Andrade assassinado a tiros em 2016 no bairro do Ibura, zona sul da capital pernambucana.

O filme Texas é uma produção da Filmaço Produções e tem produção executiva de Priscila Botelho. Esse é o terceiro filme curta-metragem do diretor pernambucano Felipe Soares. Entre os trabalhos do diretor estão os premiados O Menino que Morava no Som (2019) e Autofagia (2016), ambos já passaram por diversos festivais de cinema nacionais e internacionais.


Comentários