Ouça o single "The bastard", da banda doom Dom Lodo

Capa do single da Dom Lodo


O trio Dom Lodo (ex-Electric Mooker) lançou, nesta terça (28), o single "The bastard", na plataforma digital Bandcamp. A música faz parte do EP da banda, que será lançado em janeiro de 2018, de forma independente.

O disco foi gravado, mixado e masterizado por Peter Vitus, entre julho de outubro de 2017, no Estúdio Bacamarte, no Recife. Design da capa feito por Osman Frasão e Sam Carvalho.

Criada em 2007, pelo vocalista e baixista Anderson Moss, e influenciada por stoner, doom, sludge, proto metal/rock, a banda Electric Mooker acabou infectada por gases venenosos que habitam os mais sombrios e lamacentos pântanos da mente humana. Foi sob o efeito dessas substâncias que o grupo pernambucano mudou de nome, uma década depois. Em 2 de maio de 2017, uma nova criatura surgiu: a Dom Lodo.


Medo, horror, ódio, paixão, vingança, ilusões e... amor. Tais sentimentos transbordam das letras e do som da Dom Lodo. Black Sabbath, Trouble, Kyuss, Corrosion of Conformity, Count Raven, Blue Cheer, Jimi Hendrix, Muddy Waters, John Lee Hooker, Sleep são os artistas e grupos que influenciaram e continuam a perturbar as mentes dos integrantes do trio nordestino - que não tem nenhuma ligação com o de forró, nem nada contra.

A Dom Lodo conta, além de Moss, com Peter Vitus (guitarra) e AD "Spok" Luna (bateria). Se viver de música já é uma dificuldade no Recife, imagine tocando metal. É por essas e outras que os rapazes também "emprestam seus talentos" a outros grupos. Luna já integrou a Querosene Jacaré, toca em projetos musicais nas noites hellcifenses e é jornalista. Anderson é da Psiconauta e Vitus participa de rituais (sonoros, nada de sangue) com o pessoal da Witching Altar. 

"Raw and boozed" e "Dope ritual" são músicas da Dom Lodo lançadas no Bandcamp,. Um novo novo single nascerá neste mundo de dor e sofrimento. E, até o início de 2018, caso o meteoro e a guerra nuclear não destruam a Terra, o trio agraciará as nações do planeta com um EP.