Metallica e um estudo sobre a raiva


Por AD Luna - ad.luna@gmail.com

Muitos não entendem porque pessoas aparentemente calmas gostam de coisas "pesadas". Tipo metal. Pois isso deve fazer parte do cardápio terapêutico de muita gente, de maneira consciente ou inconsciente.

Independente de gostar ou não da banda, esse documentário do Metallica é um bom tratado sobre raiva. Inclusive, o "monster" do título é ela, a raiva. A obra foi produzida numa época em que o grupo vivia grande tensão. Principalmente entre os líderes: o baterista Lars Ulrich e o cantor James Hetfield.

Uma das melhores partes ocorre quando Hetfield dá esta declaração a criminosos condenados, no minuto 1:08: "Se não tivesse tido a música em minha vida, provavelmente estaria aqui (no presídio) ou morto. É bem melhor estar vivo!".