quarta-feira, setembro 21, 2016

Teoria da evolução, Pearl Jam, David Bowie, Barenaked Ladies no Interdependente #9. Entrevista com a biomédica Carol Córdula



The history of everything, do grupo Barenaked Ladies, é tema da série The Big Bang Theory. E é com ela que abrimos a edição de número 9 do Interdependente - música e conhecimento, datado de 21 de setembro. A canção é um um dos pedidos da nossa convidada, a biomédica pernambucana, olindense, Carol Córdula. Ela falou com a genter sobre um tema deveras interessante: Teoria da Evolução. Para você não ficar pagando mico por aí dizendo coisas como "Ah, isso é uma teoria!", Carol também explica o que o termo teoria significa no contexto científico. Vamos ouvir Starman, com David Bowie, um dos artistas mais pedidos aqui no Interdependente, também solicitado por Carol. E "Do the evolution", com o Pearl Jam. 


Carol Córdula é graduada em em Biomedicina pela Universidade Federal de Pernambuco (2004). Tem experiência na área de Bioquímica. Mestrado (2006) e Doutorado (2011) em Biologia Molecular pela Universidade Federal de São Paulo. Pós-doutorado no Departamento de Biofísica Química da Universidade de Groningen (Holanda) pelo Programa Ciência sem Fronteiras. Participa de várias atividades de extensão e divulgação de ciência envolvendo cursos e oficinas de biologia para professores e estudantes da rede pública de ensino, juntamente com integrantes do Programa de Pós-graduação em Biologia Molecular da Unifesp e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

---------------------------------------------------------------------
Lançado em 17 de julho de 2016, o Interdependente - música e conhecimento, mostra as interdependências, conexões entre músicas do mundo e assuntos diversos.

Apresentação e pauta: AD Luna
Trabalhos técnicos: Gustavo Augusto
Trilha das vinhetas: banda Monjolo

terça-feira, setembro 20, 2016

Belo Horizonte capital do surf? Entenda, ouvindo o programa PEsado #56



Vocês sabiam que, apesar de não ser a capital pernambucana, Belo Horizonte tem o melhor Campeonato Mineiro de Surf em linha reta DO MUNDO? Tá confuso? 

Para entender o que se passa, basta ouvir a edição ESPECIAL do programa PEsado - Lapada para todos os gostos, na qual rolou entrevista com músico e produtor Claudão Pilha, dono do lendário A Obra Bar Dançante,  o CBGB de BH!

E ainda: DJ Dolores no quadro "Quero ouvir", e sons do Estrume'n'tal, The Raulis, Thesurfmothefuckers , Retrofoguetes, The Cramps, entre outros!

No Mais Pesado, entrevista com Inner Demons Rise!


----------------------------------------­-------------
PEsado - Lapada para todos os gostos:

Apresentação e Pauta - Wilfred Gadêlha e Ad Luna
Captação e Edição - Gustavo Augusto
Vinhetas - Túlio Falcão e Anderson Mutley

sexta-feira, setembro 16, 2016

Rec-Beat Apresenta: Macuca do Mundo {COM VÍDEO}

Arte: Glauber Arbos. Design: Joana Pena

Apelidado carinhosamente como o "Woodstock pernambucano", o Macuca Jazz & Improviso vai ampliar suas ações e tem um novo parceiro. Neste ano, o festival terá o suporte artístico e técnico do Rec-Beat e passa a se chamar Macuca do Mundo. O evento ocorre entre os dias 2 e 4 de dezembro, no Sítio Macuca, município de Correntes

Macuca e Rec-Beat juntos!

Com essa união, o Macuca Jazz e Improviso se transforma em MACUCA DO MUNDO. O festival renasce em nova forma, mas mantém a essência fundamental apoiada na pluralidade de expressões culturais, sejam tradicionais ou de vanguarda inventiva. 

Essência traduzida em sensações quando se chega ao Sítio Macuca, percebidas com o intercâmbio espontâneo entre visitantes e moradores da região, com o candeeiro que permanece irradiando luz, com o céu estrelado em festa liberto de iluminação artificial e com a energia nata do lugar, promovendo uma confraternização entre pessoas, sentimentos, arte e natureza.

Um encontro lúdico e carinhoso entre o estado de espírito da Macuca e o respaldo de um dos festivais de música mais importantes do Brasil, o Rec-Beat.

Já passaram pelo antigo Macuca Jazz nomes como Hermeto Pascoal, Anjo Gabriel, Isaar, Duofel, Zé Manoel, Maciel Melo, Orquestra Contemporânea de Olinda, Hugo Linns, entre outros.

Serviço:
Macuca do Mundo
Sítio Macuca - 2 a 4 de dezembro
Distrito de Poço Comprido, Correntes-PE.
Classificação: 18 anos. Menores de idade podem participar, desde que acompanhados dos respectivos responsáveis legais.

Em breve, lote promocional de ingressos e mais informações.

Para sentir um pouco da atmosfera do lugar


Frevotron, DJ Dolores e Orchestra Santa Massa se apresentam nos Emirados Árabes

Orchestra Santa Massa encerrou os Jogos Olímpicos 2016. Foto: Divulgação


Performances integram evento realizado pela NYUAB, a extensão local da New York University que propõe conexões entre artistas de origens e disciplinas diferentes

Por Dulce Reis - Feed Comunicação

Frevotron, DJ Dolores e Orchestra Santa Massa embarcam neste sábado (17/09) para shows duplos em Abu Dhabi, uma das cidades dos Emirados Árabes. Os grupos apresentarão seu som cosmopolita juntos nos dias 21 e 22 de setembro. Além disso, haverá performance solo do DJ Dolores, assim como workshops de saxofone e música eletrônica. O convite surgiu do braço da NYUAB, a extensão local da New York University que propõe conexões entre artistas de origens e disciplinas diferentes. No evento, os grupos terão a colaboração de Zahed Sultan, multi artista do Kwait, envolvido na criação de ambientes em que música, projeções e luzes interagem simultaneamente.

Como particularidade, a performance dupla da Orchestra Santa Massa e Frevotron repetirá o bem sucedido encontro já apresentado ao grande público no encerramento dos Jogos Olímpicos Rio 2016, no último dia 21 de agosto, no Estádio do Maracanã. Inédito em Pernambuco, o show funde o encontro do frevo com maracatu, cocos, baiões com background da cultura de música eletrônica, condensando a musicalidade do nordeste em formato inovador, propondo novas estruturas musicais. Quem poderia pensar em frevo com apenas uma nota ou num maracatu movido a batidas sintéticas?

Playlist com apresentações da Santa Massa

Segundo o jornal New York Times, a respeito do trabalho com a Orchestra Santa Massa, “DJ Dolores usa computador e toca-discos para gerar beats e linhas de baixo, enquanto a rabeca e vocais tanto podem ser ganchos “folks” em temas de dance music como poderiam apontar para uma nova onda do rock”. A banda pernambucana é formada por Helder Aragão (DJ Dolores), Maciel Salú (voz e rabeca), Isaar (voz e percussão), Fábio Trummer (voz e guitarra) e Jam da Silva (percussão).

Para a apresentação na NYUAB, a Orchestra Santa Massa e o Frevotron, que é descrito pelo curador do evento da NYUAB como “a desconstrução do carnaval do Recife”, terá repertório de ambos os projetos. O Frevotron é formado por Maestro Spok, Yuri Queiroga e DJ Dolores.

Baixe o disco da Orchestra Santa Massa aqui: https://djdoloresmusic.com/orchestra-santa-massa
Baixe o disco do Frevotron aqui: https://djdoloresmusic.com/frevotron-2/

The last train, do Frevotron. vídeo de Mary Gatis. Música com participações especiais de Marion Lemonnier e Lira

quarta-feira, setembro 14, 2016

Queen e Google Play lançam app de realidade virtual baseada em "Bohemian rhapsody"



Presente no álbum A night at the opera, de 1975, a canção Bohemian rhapsody continua a encantar gerações. Agora os fãs do Queen e da música têm acesso a uma versão remixada da obra, acompanhada por uma narrativa visual interativa. A chamada The Bohemian Rhapsody Experience foi desenvolvida por animadores e designers e lançada como aplicativo pela Google.

Ao acessar o app, os usuários viajam pela mente do cantor Freddie Mercury, e desfrutam da sensação de estar no palco com a banda, com elementos visuais e de áudio que respondem aos movimentos do usuário. A criação já está disponível na loja do Google Play e, em breve, chegará à Apple Store. A criação foi inspirada na iconografia dos álbuns da banda e em todo o seu simbolismo. Foram usados na experiência elementos como a fênix do logo da banda, o robô que aparece em News of the world e os objetos voadores em A kind of magic.

Vídeo mostra como a experiência foi criada.




segunda-feira, setembro 12, 2016

Metal alternativo e entrevista com Torture Squad no PEsado - lapada para todos os gostos #55

A banda paulista Torture Squad foi entrevistada no Mais Pesado. Foto: divulgação

Melvins, Baroness, Mastodon, Neurosis, Labirinto, Faith no More, Kalouv foram algumas das atrações apresentadas no programa PEsado - Lapada para todos os gostos, veiculado no sábado (10), na Universitária FM de Pernambuco. A edição teve como tema central o metal alternativo. O apresentador, jornalista e vocalista metálico Wilfred Gadêlha (integrante da banda pernambucana Will2Kill) entrevistou o também jornalista Luiz Mazetto, autor dos livros Nós Somos a Tempestade 1 e 2.

No Mais Pesado, bônus online da edição radiofônica, a banda paulista Torture Squad falou sobre sua passagem pelo Headline Festival, no Recife, e outros assuntos. O guitarrista Nenel Lucena foi o convidado da vez no quadro Quero ouvir.


sexta-feira, setembro 09, 2016

Metal alternativo é tema do PEsado. Ouça playlist e se inteire sobre o estilo

A banda Melvins está na playlist do PEsado

No sábado (10/09), o programa PEsado - Lapada para todos os gostos apresenta mais uma edição "especial". Desta vez, o tema será o metal alternativo. O apresentador, jornalista e vocalista metálico Wilfred Gadêlha (integrante da banda pernambucana Will2Kill) entrevistou o também jornalista Luiz Mazetto, autor dos livros Nós Somos a Tempestade 1 e 2.

Para ir se inteirando sobre o que vai ser discutido no PEsado, ouçam a playlist preparada pela diretoria do programa. Na seleção, grupos como Melvins, Baroness, Mastodon, Neurosis, Labirinto, Faith no More, entre outros. O programa é veiculado todos os sábados, às 18h, na 99,9, Universitária FM de Pernambuco. Também é possível acompanhar todas as gravações online. Para saber mais, visitem a página https://www.facebook.com/PEsadoRadio .


Sobre o PEsado

Um espaço onde a música pesada não tenha amarras, em que possa circular sem preconceitos e barreiras. Esta é a proposta básica do PEsado - Lapada para todos os gostos, que estreou sábado 4 de julho de 2015, na Universitária FM. Apresentado pelos jornalistas e músicos Wilfred Gadêlha e AD Luna, o programa alia informação em forma de conteúdo jornalístico e musical. A ideia central é estimular a discussão, o debate e a reflexão de forma que o conhecimento seja difundido para um público mais amplo do que o senso comum tenta fazer acreditar. A captação e edição do PEsado é realizada por Gustavo Augusto.

Quem é quem

Wilfred Gadêlha nasceu em Goiana, Pernambuco, em 16 de junho de 1973. Atuou no Diario de Pernambuco e no Jornal do Commercio, assim como em campanhas eleitorais. Foi baterista das bandas Dark Fate e Cérbero e vocalista de Cruor e Câmbio Negro HC. Atualmente, responde pelos vocais no Will2Kill. Participou de duas pesquisas culturais sobre metal e música pesada no Estado e escreveu o livro PEsado - Origem e consolidação do metal em Pernambuco.

AD Luna nasceu em Porto Alegre, mas cresceu no Recife. É baterista da Querosene Jacaré, Electric Mooker, Mavericks. Também tocou no Monjolo e Cruor, entre outras bandas. É apresentador do Mão na Massa, quadro do programa Showlivre, que será exibido na TV Cultura. É formado em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco. Trabalhou como diretor de Internet da Prefeitura do Recife, durante a primeira gestão do prefeito João Paulo. Foi repórter, apresentador e gerente de conteúdo do Showlivre.com, site paulista de TV Web especializado em música. Foi repórter dos cadernos de cultura do Jornal do Commercio e do Diario de Pernambuco. Atualmente, é roteirista e repórter do programa Som na Rural, colaborador da Revista Continente e presidente internacional do blog Interdependente - música e conhecimento.

Liniker e os Caramelows lançam música inédita

Liniker e os Caramelows. Foto: Divulgação

Faixa tem participação de Tássia Reis e da banda instrumental Aeromoças e Tenistas Russas, faixa faz parte do disco Remonta

Por Inker Agência Cultural

“Zero”, “Caeu” e “Loiuse do Brésil” são as três músicas que compõem o EP Cru, trabalhado lançado em outubro de 2015 e responsável por ter projetado Liniker e os Caramelows. Nos shows, outras músicas apareceram e se tornaram queridinhas do público, como “Tua” e “Sem nome, mas com Endereço”. No dia 16 de setembro, o grupo lança o primeiro disco da carreira: Remonta. Mas antes disso,  a banda libera uma faixa inédita que estará no álbum. Trata-se de “BoxOkê”, disponível a partir de hoje nas plataformas de streaming.

A música reúne Liniker e os Caramelows, a rapper Tássia Reis e a banda instrumental Aeromoças e Tenistas Russas, exaltando assim a força do interior paulista na cena atual. “BoxOkê traz o rap de Jacareí, o instrumental de São Carlos e o funk de Araraquara”, define o baixista Rafael Barone – um dos Caramelows ao lado de William Zaharanszki (guitarra), Pericles Zuanon (bateria), Márcio Bortoloti (trompete) e Renata Éssis (backing vocal).

Assinada por Tássia e Liniker, a faixa brinca com a ideia de músicas cantadas no chuveiro. “Tenho uma conexão muito forte com água. Vou lavar louça e começo a cantar”, conta a rapper. “A música tem um groove preto, suingado e é também de resistência. Tanto que a gente fala que ‘vai passar três batons para ninguém ensaboar a gente’”, diz Liniker.

“Recebemos a primeira versão e tivemos liberdade para criar”, conta Eduardo Porto, baterista do Aeromoças e Tenistas Russas.

“BoxOkê” chega nas plataformas de streaming no dia 9 de setembro (sexta-feira) e integra o disco Remonta, que foi gravado no Red Bull Studios São Paulo e teve produção de Marcio Arantes (responsável pelo disco Efêmera, de Tulipa Ruiz, além de ter trabalhado em músicas de Maria Bethânia, Ná Ozzetti, José Miguel Wisnik, entre outros).

segunda-feira, setembro 05, 2016

Comunicação Não Violenta, Roberto Carlos, Ney Matogrosso e Franz Ferdinand no Interdependente #8. Ouça entrevista com o prof. Marcelo Pellizoli

Marcelo Pellizoli, professor da UFPE. Foto: reprodução Facebook
Desenvolvida pelo psicólogo estadunidense Marshall Rosenberg (1934-2015), a Comunicação não violenta (CNV) tem servido como guia de pacificação de conflitos em mais de 65 países. Ela também pode ser aplicada na relações pessoas do dia a dia, em casa, no trabalho e nos chamados Círculos Restaurativos, prática derivada da Justiça Restaurativa. Nesta edição de número 8 do Interdependente - música e conhecimento, o professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Marcelo Pellizoli, que foi aluno de Rosenberg, fala sobre o tema. Na parte musical, Pellizoli escolheu para representar o assunto as músicas Eu quero apenas, sucesso de Roberto Carlos; Fala, dos Secos & Molhados, numa versão ao vivo cantada por Ney Matogrosso. Para fechar, o apresentador AD Luna escolheu Right action, da banda escocesa Franz Ferdinand.

>

Marcelo Pellizoli é doutor em Filosofia e pós-doutor em Bioética. É profeossor do Depto. de Filosofia da UFPE. Membro do Grupo Cultura de Paz e Comissão de Direitos Humanos DHC da UFPE. Orienta e desenvolve estudos e pesquisas sobre: Fundamento teóricos, sistêmicos e métodos das Práticas Restaurativas, com ênfase na Comunicação Não Violenta, Círculos de Diálogos e Justiça Restaurativa; investigação de paradigmas e tecnologias psicossociais para entendimento dos conflitos.

---------------------------------------------------------------------
Lançado em 17 de julho de 2016, o Interdependente - música e conhecimento, mostra as interdependências, conexões entre músicas do mundo e assuntos diversos.

Apresentação e pauta: AD Luna
Trabalhos técnicos: Gustavo Augusto
Trilha das vinhetas: banda Monjolo

quarta-feira, agosto 31, 2016

Poucos brasileiros na lista de mais tocadas do app Google Play Música. Calvin Harris lidera ranking


O DJ e produtor escocês Calvin Harris. Foto: reprodução internet
Calvin Harris, Fifth Harmony, Justin Bieber, The Chainsmokers, Sia. Estes são alguns dos artistas que lideram o ranking das músicas mais ouvidas pelos usuários do Google Play Música, no Brasil. A informação foi divulgada, nesta quarta (31), pelo Google, e compreende as reproduções executadas entre 28 de maio e 29 de agosto. É interessante notar a pouca presença de brasileiros na lista. O país está representado por Matheus & Kauan, com O nosso santo bateu, em oitavo lugar, e Maiara & Maraísa, em décimo, com a faixa 10% .

Rihanna está na faixa This is what you came for, de Calvin Harris


O catálogo do aplicativo Google Play Música reúne mais de 35 milhões de músicas. Os usuários podem comprar composições separadas, álbuns inteiros ou assinar o  serviço de streaming, disponível por R$ 14,90/mês. Também há o plano família, com o qual até seis pessoas podem assinar o serviço, no valor de R$ 22,90 ao mês (cerca de R$ 4,00, por pessoa).

Brasil - Músicas mais ouvidas no Google Play Música
1. Calvin Harris - This Is What You Came For (feat. Rihanna)
2. Fifth Harmony - Work from Home (feat. Ty Dolla $ign)
3. Justin Bieber - Sorry
4. The Chainsmokers - Don't Let Me Down (feat. Daya)
5. Sia - Cheap Thrills
6. Ed Sheeran - Photograph
7. Rihanna - Work (feat. Drake)
8. Matheus & Kauan - O Nosso Santo Bateu (Na Praia/ Ao Vivo)
9. Alan Walker - Faded
10. Maiara & Maraísa - 10% (Ao Vivo)

Global - Músicas mais ouvidas no Google Play Música
1. Drake - One Dance (feat. WizKid & Kyla)
2. The Chainsmokers - Don't Let Me Down (feat. Daya)
3. Calvin Harris - This Is What You Came For (feat. Rihanna)
4. Fifth Harmony - Work from Home (feat. Ty Dolla $ign)
5. Twenty One Pilots - Ride
6. Twenty One Pilots - Stressed Out
7. G-Eazy - Me, Myself & I
8. Zara Larsson - Never Forget You
9. P!nk - Just Like Fire (From the Original Motion Picture "Alice Through The Looking Glass")
10. Desiigner - Panda